Afinal, o que é a comunicação face a face e qual a sua importância na empresa?

 In Cases

 

No post de hoje, vamos entender o que é e como colocar em prática a comunicação face a face e a importância do diálogo para a comunicação interna da sua empresa. Acompanhe!

O que é comunicação face a face?

A comunicação face a face é um tipo de interação em que os interlocutores estão presentes um diante do outro. Entretanto, não basta ocupar o mesmo espaço físico — é preciso que um perceba a presença do outro e que exista um canal livre para dar e receber opiniões.

No contexto empresarial, ela ganha maior importância quando se torna rotina entre líderes e subordinados, podendo ser em grupo ou apenas entre dois profissionais.

Em qualquer caso, é recomendado que os colaboradores tenham espaço para dialogar, apresentar suas ideias e esclarecer dúvidas. E no caso de ser uma conversa entre duas pessoas, é preciso tomar cuidado para que o ambiente não iniba uma delas. Um diálogo na sala do chefe, por exemplo, pode ser intimidador.

Mas para que a comunicação face a face funcione na empresa (veja os benefícios no próximo tópico), os líderes precisam ter um estilo de liderança mais democrático, estando abertos ao feedback tanto positivo quanto negativo. Sem falar, é claro, no respeito e na ética.

Esse tipo de relacionamento não demanda muito tempo para ser eficaz. Ele só precisa acontecer periodicamente e ser incorporado à cultura da organização.

Quais são os benefícios da comunicação face a face?

Clareza das informações e coerência

A comunicação presencial costuma ser mais eficaz para o repasse de informações, uma vez que os recursos das linguagens falada e corporal ajudam a reduzir ambiguidades e evitar erros de interpretação.

Durante a fala do líder, os demais empregados conseguem captar informações que vão além das palavras. Elementos não-verbais — como postura, gestos e tom de voz , também transmitem a importância do assunto, a intenção da comunicação (motivar ou informar, por exemplo), o envolvimento do líder com o tema, entre outros.

Além disso, a possibilidade de esclarecimento de dúvidas é imediata, abrindo mais chances para o entendimento. 

Ao externar seus pensamentos e opiniões, as pessoas também praticarão a capacidade de encadear ideias para defender um ponto de vista e a habilidade de serem coerentes com seus discursos.

Confiança e transparência

Aquele perfil do chefe inacessível, que só se comunica com os funcionários quando é extremamente necessário, está ultrapassado. Quando os executivos e gestores adotam uma posição mais acessível e aberta ao feedback, os contratados conseguem entender as suas motivações e intenções, o que sempre aumenta e as chances de engajamento do empregado com a empresa, seus objetivos e metas. Ao mesmo tempo, é possível construir uma relação de confiança mútua entre chefia e equipes, que só tende a crescer com a continuidade e a evolução da prática da comunicação face a face.  

Bom ambiente de trabalho

Quando uma organização preza pela clareza das informações internas e cria uma cultura propícia para que os empregados confiem uns nos outros, podemos observar uma transformação na percepção das pessoas em relação ao ambiente trabalho.

A ideia de que trabalho é sinônimo de cumprir as ordens dos superiores, sem questionar, tende a se extinguir, ajudando os trabalhadores a se sentirem como parte importante da empresa e realizados com o seu ofício.

Informações não-verbais

Além disso, um bom gestor consegue notar a reação das pessoas durante a exposição de um assunto. Mesmo que elas não se manifestem quando tiverem espaço para opinar, é possível saber se estão motivados ou incomodadas com alguma coisa, por exemplo.

Naturalidade para receber críticas

Nem todas as pessoas aceitam receber críticas com facilidade. Há quem leve para o lado pessoal ou pense que a intenção de quem critica seja menosprezar ou prejudicar alguém.

No entanto, em uma relação de respeito e confiança, as pessoas ficam mais propensas a aceitarem críticas. Nesse cenário, a crítica soa muito mais como uma preocupação, um conselho que a ajuda a fazer um trabalho melhor.

Como colocar a comunicação face a face em prática na sua empresa?

Para incorporar a prática da comunicação face a face na sua empresa, comece por criar uma rotina de encontros periódicos entre líderes e equipes. O ideal é que eles ocorram em dias pouco espaçados, afinal, a ideia é reforçar a comunicação da equipe.

Nessas reuniões — que não precisam levar mais de 15 minutos —, o líder já deve ter um roteiro preparado com os assuntos que deseja abordar, a fim de transmitir as informações da forma mais direta possível. Os temas variam conforme o contexto e os interesses, podendo ir desde a produtividade do time até alterações na estrutura organizacional.

Depois que o gestor apresenta dados e suas percepções — ou simplesmente expõe informações ou alguma novidade , os participantes devem ter a oportunidade de dar seu feedback. Esse momento deve ser reservado para eles fazerem perguntas, críticas ou sugerirem mudanças. Cabe ao líder saber escutar, analisar as visões dos empregados a respeito das práticas da empresa e encaminhar soluções para que todos na equipe desempenhem bem as suas funções.

Vimos, então, que a interação face a face é um aspecto importantíssimo nas empresas, capaz de fortalecer as relações entre colaboradores, melhorar o ambiente de trabalho, contribuir para a realização de objetivos e metas e desenvolver algumas características interpessoais.

Portanto, colocar em prática medidas que apoiem esse tipo de comunicação é uma oportunidade para incentivar o espírito de cooperação e alcançar ótimos resultados.

Gostou do nosso artigo? Curtiu compreender o que é comunicação face a face e por que ela é tão importante dentro das organizações? Então saiba mais sobre o assunto. Leia o post que preparamos sobre o papel da liderança com o público interno!

Últimos posts

Leave a Comment